Mas, afinal, o que é empoderamento?

Você já notou como algumas palavras se tornam moda e acabam sendo faladas por todo mundo, mesmo que não saibamos exatamente o que elas significam? Nos últimos anos, isso aconteceu com o termo “empoderamento”. Com certeza você já ouviu a palavra, mas o que ela quer dizer? 

Inicialmente, podemos partir da origem da palavra, que vem do inglês empowerment. A expressão é recente e sua tradução para o português é atribuída ao pedagogo Paulo Freire. Como a própria palavra indica, ela diz respeito às relações de poder e, sobretudo, à possibilidade de que indivíduos e/ou grupos minoritários possam criar ferramentas de luta e resistência. 

Significado da palavra empoderamento

A definição mais abrangente pode ser entendida da seguinte maneira:

[…] o termo conceitua o ato ou efeito de promover conscientização e tomada de poder de influência de uma pessoa ou grupo social, geralmente para realizar mudanças de ordem social, política, econômica e cultural no contexto que lhe afeta (FREITAS, 2016).

Assim, o empoderamento tem direta relação com o conceito de emancipação. O termo pode ser usado tanto para indivíduos quanto para grupos. Do ponto de vista mais individual, o empoderamento diz respeito à capacidade que as pessoas têm de decidir e agir para uma melhoria na própria vida (BAQUERO, 2012). 

Um bom exemplo é a mulher que depois de muitos anos em uma relação de dependência em um casamento infeliz consegue sair da situação desfavorável, estudar, trabalhar, fazer as próprias escolhas e tomar as rédeas da própria vida. 

Para alguns estudiosos do tema, há um problema na banalização do termo empoderamento, porque ele se torna vazio e passa a significar qualquer coisa. No entanto, os sentidos político, social e psicológico dessa expressão são muito importantes. 

Vale a pena refletir sobre o empoderamento de forma mais profunda, sem abandonar o aspecto transformador da palavra, que exige autoconhecimento e ação. Empoderar-se é, antes de mais nada, um processo de transformação de si e da realidade que nos rodeia. Invista no seu próprio poder!

Referências:

BAQUERO, Rute Vivian Angelo. Revista Debates, Porto Alegre, v. 6, n. 1, p.173-187, jan.-abr. 2012. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/debates/article/viewFile/26722/17099 (acesso em 30/1/2019). 

FREITAS, Ana. A origem do conceito de empoderamento, a palavra da vez. Nexo Jornal, 06/10/2016. Disponível em: https://www.nexojornal.com.br/expresso/2016/10/06/A-origem-do-conceito-de-empoderamento-a-palavra-da-vez (acesso em 30/10/2019). 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *