Transtorno Dismófico Corporal: precisamos falar sobre essa doença!

O que você vê quando olha no espelho? Para um número significativo de pessoas em todo o mundo, a imagem vista e a realidade podem ser bem diferentes.

O transtorno dismórfico corporal (TDC) é considerado como uma doença e requer cuidados especiais. Para que você entenda melhor, a dismorfia corporal, como também é conhecido, se define por uma percepção alterada da própria imagem. Na prática, isso significa que a pessoa não enxerga o corpo como ele realmente é (ou como a maior parte das pessoas enxerga).

A percepção alterada pode se restringir a partes específicas ou ao corpo inteiro. Além disso, há um componente forte de insatisfação com a auto-imagem. De acordo com pesquisadores, a doença pode ser descrita como uma preocupação persistente com uma suposta deformidade ou ainda como uma preocupação desproporcional com algum defeito na aparência (NASCIMENTO et al, 2010).

Por isso, a pressão estética que caracteriza nossa sociedade, muitas vezes pautada por padrões de beleza completamente irreais, pode contribuir para o desenvolvimento do transtorno.

Estima-se que cerca de 2% da população mundial sofra com o problema, o que corresponde, no Brasil, a 4 milhões de pessoas. A doença é mais frequente entre os jovens, na faixa entre 15 e 20 anos.

Qualquer indício do TDC exige acompanhamento com profissionais de saúde para que seja feito o diagnóstico correto e investigue-se as possibilidades de tratamento!

Fontes:

VIDALE, Giulia. Um transtorno distorce a imagem que você tem do próprio corpo. Veja, 13 de maio de 2016. Disponível em: https://veja.abril.com.br/saude/um-transtorno-distorce-a-imagem-que-voce-tem-do-proprio-corpo-poucos-o-conhecem/.

NASCIMENTO, Antônio Leandro et al. Comorbidade entre transtorno dismórfico corporal e transtornos alimentares: uma revisão sistemática. J Bras Psiquiatr. 2010;59(1):65-69. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/jbpsiq/v59n1/v59n1a10.pdf.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *